Make your own free website on Tripod.com

BIBLIOGRAFIA SOBRE GOTTHOLD EPHRAIM LESSING, WOLFGANG GOETHE E FRIEDRICH SCHILLER

Voltar à Página Inicial

ACITATI, Pietro. Goethe. São Paulo: Companhia das Letras.

ÁVILA, Myriam. A pedra flexível do discurso: imagens do Brasil na Alemanha de Goethe. Abralic. Salvador, v. 5, p. 65-75, 2000.

BACKES, Marcelo. Prefácio. In: SCHILLER, Friedrich. Os bandoleiros. Trad., org., comentários e notas de Marcelo Backes. Edição comentada. Porto Alegre: L&PM, 2001. p. 5-8.

BARBOSA, Ricardo. Schiller e a cultura estética. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2004. (Filosofia Passo a Passo, 42).

BARRENTO, João (Org.). Literatura e sociedade burguesa na Alemanha (séculos XVIII e XIX). Intr. Maria Antónia Amarante. Glossário e notas João Barrento. Trad. João Barrento, Maria Antónia Espadinha, Maria Virgínia Pinela. Lisboa: Apáginastantas, 1983. (Materiais Críticos, 2).

BARTHES, Roland. Fragmentos de um discurso amoroso. Trad. Hortência dos Santos. 4. ed. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1984. [[Sobre Os sofrimentos do jovem Werther, de Goethe]]

BENTLEY, Eric. O dramaturgo como pensador. Trad. Ana Zelma Campos. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1991. [[p. 99-108 sobre Lessing, Goethe e Schiller]]

BOLLE, Willi. Seja homem e não me siga... [Posfácio]. In: GOETHE, Wolfgang. Os sofrimentos do jovem Werther. Trad. Leonardo César Lack. São Paulo: Nova Alexandria, 1999. p. 137-144.

BORNHEIM, Gerd A. O sentido e a máscara. 2. ed. São Paulo: Perspectiva, 1969. (Debates, 8).

BROCA, Brito. A viagem maravilhosa de Goethe. In: ___. Ensaios da mão canhestra. Prefácio de Antonio Candido. São Paulo: Polis / Brasília: INL, 1981. (Coleção Estética: Série obras reunidas de Brito Broca, 11).

___. Sobre os amores de Goethe. In: ___. Escrita e vivência. Campinas: Edunicamp, 1993. (Coleção Repertórios). p. 200-202.

CAMPOS, Haroldo de. Deus e o diabo no Fausto de Goethe. São Paulo: Perspectiva, 1981. (Signos, 9).

CARPEAUX, Otto Maria. Presença de Goethe. In: ___. A cinza do purgatório; Ensaios. Casa do estudante Brasileiro, 1942. p. 27-36.

D’ONOFRIO, Salvatore. Literatura ocidental; Autores e obras fundamentais. 2. ed. São Paulo: Ática, 1997. p. 365-376 [[Sobre Fausto]]

DELILLE, Maria Manuela Gouveia; MINGOCHO, Maria Teresa Delgado. A recepção do teatro de Schiller em Portugal no século XIX: O drama “Die Räuber. Coimbra: Instituto Nacional de Investigação Científica / Centro de Literatura Portuguesa da Universidade de Coimbra, 1980. (Textos de literatura, 6).

FRANSBACH, Martin. Gonçalves Dias ‘Canção do exílio’ und Goethes ‘Mignon’ - Interpretation und Quellenvergleich. Revista de Letras. Assis (UNESP), v. 6, p. 119-128, 1965.

FUHR, Gerhard. Fausto – redenção ou salvação? O tratamento do tema em quatro obras: “Volksbuch”, Marlowe, Lessing e Goethe. Estudos germânicos. Belo Horizonte (UFMG), v.2, p. 79-102, 1981.

HARTL, Ingeborg. Goethe e a RDA nos anos 70 na obra ‘Die neuen Leiden des jungen W.’ de Ulrich Plenzdorf. forum deutsch. Rio de Janeiro (UFRJ), v. 4, p. 45-57, 2000.

HEISE, Eloá. Goethe, um teórico da transnacionalidade. Revista Brasileira de Literatura Comparada. Salvador, v. 5, p. 77-84, 2000.

___. A lenda do Dr. Fausto em relação dialética com a utopia. In: IZARRA, Laura Zuntini (Org.) A literatura da virada do século: fim das utopias? São Paulo: Humanitas; FAPESP, 2001. p. 47-55.

___. Machado de Assis e Goethe: sob o signo da classicidade. In: IZARRA, Laura P. Z. (Org.) As Literaturas Estrangeiras e o Brasil: Diálogos. São Paulo: Humanitas; FAPESP, 2004, p. 45-55.

___. Weltliteratur, um conceito transcultural. Revista Brasileira de Literatura Comparada, v. 11, p. 35-57, 2007.

___. Goethe e Brecht em diálogo. Pandaemonium Germanicum online. São Paulo, v. 12, p. 14-22, 2008.

___. Mito e magia no Fausto de Goethe. In: VOLOBUEF, Karin. (Org.). Mito e magia. São Paulo: Edunesp, 2011. p.49-58.

HOLANDA, Sérgio Buarque de. O Fausto. In: ___. O espírito e a letra. Org. introd. e notas Antônio Arnoni Prado. São Paulo: Companhia das Letras, 1996, v. 1, p. 77-89.

JACOBBI, Ruggero. Goethe, Schiller, Gonçalves Dias. Porto Alegre: Edições da Faculdade de Filosofia da Universidade do Rio Grande do Sul, 1958.

KESTLER, Izabela Furtado. O período da arte (Kunstperiode): Convergências entre Classicismo e a primeira fase do Romantismo alemão. forum deutsch. Rio de Janeiro (UFRJ), v. 4, p. 73-86, 2000.

MAAS, Wilma Patrícia Dinardo. Sobre a criação e circulação do termo ‘Bildungsroman’ (romance de formação). Anais do IV Congresso ABRALIC - Literatura e Diferença. São Paulo, p. 1081-1085, 1995.

___. As diversas faces de Wilhelm Meister. O Estado de São Paulo. São Paulo, 5 nov. 1994. Caderno Cultura, p. Q-8.

___. Poesia e verdade, de Goethe - a estetização da existência. Cerrados. Brasília (UnB), v. 9, p. 165-177. [[Analisa o romance de formação (Bildungsroman) nas obras Poesia e verdade e Os anos de aprendizado de Wilhelm Meister, de Goethe]]

___. O cânone mínimo: o “Bildungsroman” na história da literatura. São Paulo: Editora da UNESP, 2000.

___. A representação goethiana de uma Bela Alma. Digilenguas. Córdoba, v. 04, p. 81, 2010.

___. A Bela alma e a estética goethiana do símbolo. Viso - Cadernos de Estética Aplicada. v. 9, p. X-XX, 2011.

MAAS, Wilma Patrícia Dinardo. Experiência e imaginação em Goethe. In: MOURA, Magali; CAMBEIRO, Delia (Org.) Magias, encantamentos e metamorfoses: Fabulações modernas e suas expressões no imaginário contemporâneo. Rio de Janeiro: De Letras, 2013, p. 77-89.

MAAS, Wilma Patrícia Dinardo; FADEL, Natália. Lessing e a Dramaturgia de Hamburgo. Uma releitura da Arte Poética de Aristóteles. Diversidade. Araraquara, v. 2, p. 54-58, 2005.

MASON, Jayme. O dr. Fausto e seu pacto com o diabo; O Fausto histórico, o Fausto lendário e o Fausto literário. Rio de Janeiro: Objetiva, 1989.

MATTOS, Delton de. A linguagem do Fausto de Goethe (1ª parte). Um ensaio sobre a forma poética. Brasília: Thesaurus, 1986. 

MERQUIOR, José Guilherme. Crítica 1964-1989; Ensaios sobre arte e literatura. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1990.

MEYER, Augusto. O rei de Tule. In: A forma secreta. Rio de Janeiro: Lidador, 1965.

MONTEZ, Luiz Barros. A obra autobiográfica de Goethe como relato historiográfico. Itinerários (UNESP), v. 23, p. 39-48, 2005.

___. Literatura e vida: relembrando um Goethe um tanto esquecido. Terceira Margem, Rio de Janeiro, v. 10, p. 170-185, 2004.

___. Sobre o mito do Goethe. Forum Deutsch - Revista Brasileira de Estudos Germânicos, Faculdade de Letras da UFRJ, v. 6, p. 88-102, 2002.

___. Conhecimento e alienação no Fausto de Goethe. Terceira Margem. Rio de Janeiro (Revista da Pós-Graduação da Faculdade de Letras da UFRJ), n. 4, p. 34-41, 1996.

___. O século XVIII e o Pré-Romantismo. Tempo Brasileiro. Rio de Janeiro, n. 127, p. 99-110, 1996.

MOURA, Magali dos Santos. O riso diabólico em Machado e Goethe. Algumas reflexões sobre a luta do mal contra o bem. Revista de Letras. São Paulo, v. 48, n. 2, p. 131-150, 2008.

___. Entre amor e ódio. O início da amizade entre Goethe e Schiller. Forum Deutsch - Revista Brasileira de Estudos Germanísticos. Rio de Janeiro, v. 10, p. 126-137, 2006.

___. Goethe e os mitos gregos. Forum Deustch - Revista Brasileira de Estudos Germanísticos. Rio de Janeiro, p. 97-112, 2005.

___. A figura feminina na obra de Goethe. Forum Deustch - Revista Brasileira de Estudos Germanísticos. Rio de Janeiro, p. 17-47, 2004.

___. Com Goethe, Novalis e Rilke pela noite. In: KESTLER, Izabela Maria Furtado. (Org.). Estudos anglo-germânicos em perspectiva. Rio de Janeiro: Ed. Faculdade de Letras, 2002, p. 119-131.

MOURA, Magali dos Santos. O mundo encantado de Goethe. In: MOURA, Magali; CAMBEIRO, Delia (Org.) Magias, encantamentos e metamorfose: Fabulações modernas e suas expressões no imaginário contemporâneo. Rio de Janeiro: De Letras, 2013, p. 91-121.

ORGANON. Revista do Instituto de Letras da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, v. 6, n. 19 (O pacto fáustico e outros pactos), 1992. [[Trata de várias versões literárias do pacto de Fausto e outros pactos (inclusive de Grande Sertão: Veredas, de Guimarães Rosa), focalizando especialmente o Doutor Fausto, de Thomas Mann).

ORLANDI, Enzo (Dir.). Goethe. Trad. Yvette Kace Centeno e G. Martins de Oliveira. Lisboa: Editorial Verbo, 1972. (Gigantes da Literatura Universal, 16).

ORLANDI, Enzo (Dir.). Schiller. Trad. Norberto Ávila e António Salvado. Lisboa: Editorial Verbo, 1972. (Gigantes da Literatura Universal, 17).

PRADO, Décio de Almeida. Teatro em progresso. Crítica teatral (1955-1964). São Paulo: Livraria Martins Editora, 1964. [[Artigo sobre Maria Stuart (Friedrich Schiller)]]

ROSENFELD, Anatol. Teatro moderno. 2. ed. São Paulo: Perspectiva,1985. (Debates, 153). [[Contém artigos sobre: Wolfgang Goethe (Ifigênia em Táuride); e Friedrich Schiller]]

___. Introdução - Da Ilustração ao romantismo. In: HAMANN, J. G. et al. Autores pré-românticos alemães. Trad. João Marschner, Flávio Meurer e Lily Strehler. Introd. e notas Anatol Rosenfeld. 2. ed. São Paulo: EPU, 1991. p. 7-24.

___. Texto/contexto II. São Paulo: Perspectiva / Edusp; Campinas: Edunicamp, 1993. (Debates, 257).

SALEMA, Teresa. De ‘Werther’ a ‘Wilhelm Meister’ ou Uma aprendizagem da economia do génio. Colóquio Letras. Lisboa, v. 74, p. 5-14, jul. 1983.

SCHUBACK, Marcia Sa Cavalcante. A doutrina dos sons de Goethe a caminho da música nova de Webern. Seleção, tradução e comentários Marcia Sá Cavalcante Schuback. Com o ensaio “Composição e natureza”, de Rodolfo Caesar. Rio de Janeiro: Ed. UFRJ, 1999.

SCHWARZ, Roberto. “Emilia Galotti” e o nascimento do Realismo. In: ______. A sereia e o desconfiado: Ensaios críticos. 2. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1981. (Coleção Literatura e Teoria Literária, 37). p. 109-131.

SOETHE, Paulo Astor. O Brasil na obra de Goethe. forum deutsch. Rio de Janeiro (UFRJ), v. 4, p. 26-44, 2000.

SOUSA, Celeste. Schiller e a educação estética da humanidade. Fundadores da modernidade na literatura alemã; Anais da VII Semana de Literatura Alemã. Org. Eloá Heise. São Paulo (FFLCH-USP), p. 15-25, 1994.

SÜSSEKIND, Pedro. Shakespeare - o gênio original. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2008.

SUZUKI, Yumi. Os sofrimentos do jovem Werther sob o signo da subjetividade :uma abordagem filosófico-literária. Dissertação (Mestrado). São Paulo, 1999. 119 p.

THEODOR, Erwin. Perfis e sombras; Estudos de literatura alemã. São Paulo: EPU, 1990. [[Artigos sobre Lessing; Goethe; várias versões do Fausto; Schiller]]

TODOROV, Tzvetan. Teorias do símbolo. Trad. Enid Abreu Dobránzski. São Paulo/Campinas: Papirus, 1996. [[Analisa a obra de Lessing]]

 

 

Voltar à Página de Bibliografia sobre Literatura, Língua e História Alemã

 

Voltar à Página Inicial