Make your own free website on Tripod.com

Mestres da Pintura em países de língua alemã

 

Renascença

Albrecht Dürer (1471-1528) - Um dos maiores nomes da pintura alemã, Dürer celebrizou-se pela acuidade com que captava os detalhes da Natureza retratada, pela variedade de suas técnicas, pela expressividade de seus quadros.

Auto-retrato com flor de rícino - Musée du Louvre, Paris - 1493

A morte de Orfeu - Kunsthalle, Hamburgo - 1494

Auto-retrato - Museo Nacional del Prado, Madri - 1498

Os quatro cavaleiros do Apocalipse (gravura) - 1498

São Miguel em luta contra o dragão (gravura) - 1498

A lebre - Graphische Sammling Albertina, Viena - 1502

Ervas - Graphische Sammling Albertina, Viena - 1503

Joaquim e o anjo - Cincinnati Art Museum, Provenance - aprox. 1504

Mãos em oração - 1508

Asa de pássaro - 1512

O cavaleiro, a morte e o diabo (gravura) - 1514

Melancolia I (gravura) - Museu de Arte Fogg, Cambridge, Massachusetts - 1514

Retrato do Imperador Maximiliano I - Kunsthistorisches Museum, Viena

 

Voltar

Lucas Cranach (1472-1553) - pintor do sul da Alemanha (seu nome é derivado da cidade Kronach) que demonstrou grande sensibilidade para o retrato de paisagens. Seus quadros religiosos estão entre suas pinturas mais famosas. Muitas delas serviram de ilustração à primeira edição do Novo Testamento em 1522 (tradução de Martinho Lutero).

A Trindade - Museum der Bildenden Künste, Leipzig - 1498

Crucificação - Pinacoteca de Munique - 1503

Vênus e Cupido - Hermitage, São Petersburgo - 1509

Torneio com lanças (gravura/detalhe) - Metropolitan Museum of Art, Nova Iorque - 1509

A sagrada família - Städelaches Kunstinstitut, Frankfurt - 1509

O martírio de Santa Bárbara - Metropolitan Museum of Art, Nova Iorque - 1501/15

Uma princesa da Saxônia - National Gallery of Art, Washington D.C. - 1517

Ninfa da primavera - Museum der Bildenden Künste, Leipzig - 1518

Martinho Lutero como monge - Metropolitan Museum of Art, Nova Iorque - 1520

Lucrecia (Lucretia) - Pinacoteca de Munique - aprox. 1524

Vênus à frente de uma paisagem - Musée du Louvre, Paris - 1529

 

Mathias Grünewald (1480?-1528) - pintor especialmente voltado às imagens sacras. Seu ponto culminante foi a série de pinturas que compõem o Altar do Convento de Isenheim. "A tentação de Santo Antônio" é um dos quadros dessa série.

A tentação de Santo Antônio (detalhe) - Museu de Unterlinden, Colmar - 1515

 

Voltar

Romantismo

Josef Anton Koch (1768-1839) - Desde 1795 viveu em Roma. Exerceu grande influência sobre o círculo dos "Nazarenos".

Paisagem heróica com arco-íris (Heroische Landschaft mit Regenbogen, óleo sobre tela, 1180 x 1135 mm) - 1805

Casper David Friedrich (1774-1840) - Pintor de paisagens, Friedrich soube reproduzir em seus quadros a atmosfera mística e lúgubre tão em voga a partir do final do século XVIII.

Vista do estúdio do pintor - Viena - 1805/1806

A cruz sobre as montanhas - 1808

Abadia na floresta de carvalhos - Schloss Charlottenburg - 1809/1810

Manhã na serra (Morgen im Riesengebierge) - Schloss Charlottenburg - 1809/1810

Porto ao luar - Fundação Oskar Reinhart, Winterthur - 1811

Paisagem com carvalhos e um caçador - Fundação Oskar Reinhart, Winterthur - 1811

A cruz na montanha - Museu de Düsseldorf - 1812

Cidade ao nascer da Lua - Fundação Oskar Reinhart, Winterthur - 1817

Cemitério do convento coberto de neve (Klosterfriedhof im Schnee) - 1817/1819

A catedral (Die Kathedrale) - 1818

O peregrino sobre o mar de brumas (Der Wanderer über dem Nebelmeer) - Kunsthalle, Hamburg - 1818

Mulher na praia de Rügen - Fundação Oskar Reinhart, Winterthur - 1818

Nos rochedos de calcário de Rügen - Fundação Oskar Reinhart, Winterthur - 1818/1819

Lua nascendo sobre o mar - Hermitage, São Petersburgo - 1821

Árvore solitária - Berlim - 1821

Árvore - Musée du Louvre, Paris - 1822

Mar de gelo - Kunsthalle, Hamburg - 1823/1825

A ruína de Eldena (Ruine Eldene) - 1825

Entrada do cemitério (Friedhofseingang) - Gemäldegalerie, Dresden - 1824/1826

Homem e mulher contemplando a Lua (Man und Frau den Mond betrachtend) - 1830/1835

Serra (Riesengebirge) - Hermitage, São Petersburgo - 1835

Paisagem na serra (Landschaft im Riesengebirge ?) - Fundação Oskar Reinhart, Winterthur

Amanhecer

A bordo do navio - Hermitage, São Petersburgo

 

(Link para a Página de Caspar David Friedrich no WebMuseum de Paris)

 

Philipp Otto Runge (1777-1810) -

São Pedro sobre o Mar (Petrus auf dem Meer, óleo sobre tela, 116 x 157 cm) - 1806/07

A pequena manhã (primeira versão de "A manhã") (Der kleine Morgen, óleo sobre tela, 1090 x 855 mm) - 1808

 

Karl Friedrich Schinkel (1781-1841) - Arquiteto e pintor com tendência classicista, mas que também produziu quadros românticos.

A manhã (Der Morgen, óleo sobre tela, 76 x 102 cm) - 1813

A noite coberta por um amplo manto e flutuando sobre o Golfo de Nápoles (Die Nacht, in ein weites Tuch gehüllt, über dem Golf von Neapel schwebend, Guache, 351 x 351 mm) - 1834

 

Carl Philipp Fohr (1795-1818) - Estudou na Academia de Arte em Munique graças ao apoio de uma princesa impressionada com seu talento. Fohr, entretanto, não conseguiu adaptar-se às imposições clássicas e autoritárias da instituição. Após uns poucos meses, partiu para Roma, onde se reuniu a pintores românticos.

Cavaleiro diante da cabana de um carvoeiro (Ritter vor Köhlerhütte, óleo sobre tela, 54 x 66 cm) - 1816

 

Carl Wagner (1796-1867)

Ao luar (Bei Mondschein, óleo sobre tela, 595 x 510 mm) - 1820

 

Ernst Ferdinand Oehme (1797-1855) - O melhor pupilo de Caspar David Friedrich e seguidor permanente de seu estilo. A partir de 1825 atuou como pintor oficial da Corte de Dresden.

O Castelo Scharffenberg à noite (Schloß Scharffenberg bei Nacht, óleo sobre tela, 595 x 860 mm) - 1827

 

Karl Eduard Ferdinand Blechen (1798-1840) - Pintor extremamente exigente consigo mesmo e que ao longo de toda a vida não alcançou o reconhecimento público. Depois de sua morte, passou a ser valorizado, ao lado de Caspar David Friedrich, como um dos expoentes da pintura paisagística do Romantismo.

A torre em ruínas do castelo de Heidelberg (Der gesprengte Turm des Heidelberger Schlosses) - 1829

 

Heinrich Bürkel (1802-1869) - Seus quadros vão da pintura de gênero até as imagens de animais e obras paisagísticas.

Ferraria ao luar (Schmiede bei Mondschein, óleo sobre tela, 242 x 333 mm) - aprox. 1840

Lobos em uma aldeia russa numa noite de inverno (Wölfe in einem winterlichen Dorf in Rußland bei Mondschein, óleo sobre tela, 355 x 540 mm) - aprox. 1850

 

Ludwig Richter (1803-1884) - Pintor e desenhista famoso pelos seus quadros de cunho popular. Além dessas áreas, dedicou-se ainda ao paisagismo. Seu nome também está fortemente associado à recepção dos contos de fadas, pois forneceu ilustrações (xilogravuras) para várias coletâneas de contos, entre elas a de Ludwig Bechstein.

Orvalho matinal (Morgentau, woodcut, 174 x 105 cm)

 

Moritz von Schwind (1804-1871) - Pintor e desenhista. Realizou uma série de pinturas tematizando contos de fadas.

Na floresta [d'A cornucópia encantada do menino] (Im Walde [Des Knaben Wunderhorn])

Aparição na floresta (Erscheinung im Walde)

  

Johann Christian Clausen Dahl (1788-1857) - Pintor norueguês, discípulo de Caspar David Friedrich.

Sepultura no inverno (Hunengrab im Winter) - 1824-25

Vista de Dresden sob o luar (Blick auf Dresden bei Mondschein, óleo sobre tela, 78x130 cm) - 1839

 

Voltar

Biedermeier / Realismo

Karl Spitzweg (1808-1885) - Pintor de paisagens primorosas que também se caracterizou por imprimir um viés humorístico em suas imagens da vida pequeno-burguesa.

O pobre poeta (Der arme Poet) - Pinacoteca de Munique -

O pintor (Der Maler)

O rato de biblioteca (Der Bücherwurm)

O escrevente (Der Schreiber)

O músico pedinte (Der Bettelmusikant)

O aposentado (Der Pensionist)

O adepto da jardinagem (Der Gartenfreund)

O admirador de cactos (Der Kaktusfreund)

O caçador de borboletas (Schmetterlingsfänger)

Na água-furtada (Im Dachstübchen)

Descanso na floresta (Rast im Walde)

O pintor no jardim (Der Maler im Garten)

Arte e ciência (Kunst und Wissenschaft)

Serenata (Nachtständchen)

Serenata (Serenade)

Passeio dominical (Sonntagsausflug)

A carta interceptada (Abgefangener Brief)

O eterno noivo (Der ewige Hochzeiter)

O noivo e o poço (Hochzeiterbrunnen)

Em Rosenthal (Im Rosenthal)

Perto de Munique (Vor München)

O hussardo (Der Husar)

Visita do Senhor da Terra (Landesvaterbesuch)

O correio (Die Post)

Os enamorados na floresta (Liebespaar im Walde)

Moça com cabra (Mädchen mit Ziege)

Serenata ao luar (Ständchen im Mondschein, óleo sobre tela, 324 x 262 mm) - 1840

O olho da Justiça (Fiat Iustitia, óleo sobre tela, 485 x 265 mm) - 1857

Ronda noturna (Nächtliche Runde, óleo sobre tela, 335 x543 mm)

 

Voltar

Fim do século XIX

Gustav Klimt (1862-1918) - Pintor austríaco cujos quadros se caracterizam pela configuração essencialmente simbólica (tematizando vida, amor e morte), de efeito refinado, elegante, e muito decorativo. Merece destaque a maestria com que alia o realismo do retrato humano ao elemento geométrico, que confluem um para o outro sem limites intrínsecos entre o animado e o inanimado. Seus quadros destacam-se ainda pela exploração do brilho e luminosidade do dourado, empregado com profusão, o que não impede que muitos quadros sejam compostos de cores fortes e escuras criando uma atmosfera sombria e até tenebrosa. Essa dicotomia aponta para o espírito que regeu a virada de século, marcado pelo ambiente de luxo e sensualidade mas também por um sentimento de pessimismo, desilusão, decadência. Daí também a constância com que Klimt retoma constelações emparelhando amor e morte (dois tópicos concentrados na imagem da femme fatale), nascimento/gravidez e velhice, frescor juvenil e decrepitude asquerosa. Quer retome personagens da mitologia greco-romana e da Bíblia, quer pinte senhoras da sociedade vienense da época, sejam elas ruivas em posições francamente eróticas ou morenas com expressão e atitude ameaçadoras, Klimt sempre cria imagens femininas de grande impacto visual e emocional.

Judite I - Osterreichische Galerie, Viena - 1901

Judite II - Ca'Rezzonico, Veneza - 1909

[Compare-se esses dois quadros com a Judite e Holofernes de outro pintor, o italiano barroco Caravaggio (1573-1610). Enquanto este último enfatiza a decapitação de Holofernes e mostra o horror e aversão de Judite (cf. Velho Testamento); Klimt imprime sensualidade e prazer no rosto de Judite, uma expressão tanto mais diabólica pelo fato de, nos dois quadros, aparecer apenas a cabeça de Holofernes no canto inferior direito]

Serpentes marinhas I (Wasserschlangen I) - 1904/07

Danae - Coleção particular, Graz - 1907

Adele Bloch-Bauer I - Österreichische Galerie, Viena - 1907

O beijo (Der Kuß) - Österreichische Galerie, Viena - 1907/8

 

Século XX

Paul Klee (1879-1940) - Integrante do grupo Der blaue Reiter (O cavaleiro azul) e (a partir de 1921) professor na Bauhaus. Seus quadros abstratos e simbólicos inspiraram-se na pintura de povos primitivos.

Lua cheia - Galeria Stangel, Munique - 1919

1914 - 1914

O peixinho dourado - Kunsthalle, Hamburg - 1925

Erro sobre verde - Galeria Beyeler, Basel - 1930

Batalha harmonizada - Kunstmuseum Bern - 1937

Parque próximo de Lucerne - Kunstmuseum Bern - 1938

Abraço - Coleção Dr. Bernhard Sprengel, Hannover - 1939

Morte e fogo - Kunstmuseum Bern - 1940

Cativo - Coleção Frederick Zimmermann, Nova Iorque - 1940

Flora rochosa - Kunstmuseum Basel - 1940

 

 

 

 

Voltar