Make your own free website on Tripod.com

(Disciplina Optativa) A NARRATIVA ROMÂNTICA EM DIVERSAS LITERATURAS

Código: LEM 1019

PRÉ-REQUISITO: Não há

Número mínimo de alunos: 10

Número máximo de alunos: ---

 

OBJETIVOS:

A disciplina tem como meta oferecer um panorama geral de algumas das principais vertentes da narrativa romântica em países da Europa e das Américas. Ao longo das aulas serão discutidos textos de historiadores e críticos tratando de tópicos ligados ao Romantismo e aos seus gêneros narrativos. Na base do curso estará uma seleção de obras de romancistas e contistas românticos da Europa e das Américas, a partir de cujas obras serão discutidos alguns dos traços mais representativos da prosa desse movimento. Serão abordados autores e obras dos mais proeminentes no período, mas também haverá espaço para textos menos divulgados.

 

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

 

METODOLOGIA DO ENSINO:

  1. Aulas expositivas
  2. Discussão de textos da Bibliografia Básica
  3. Análise e interpretação de narrativas românticas

 

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM:

Para fins de avaliação serão considerados:

 

 

BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

AUERBACH, Erich. O Romantismo. In: ___. Introdução aos estudos literários. Trad. José Paulo Paes. 2. ed. São Paulo: Cultrix, 1972. p. 227-235.

BANK, Stanley (Ed., Sel. e Introd.). American Romanticism: A Shape for Fiction. New York: Capricorn Books, 1969.

CARPEAUX, Otto Maria. Prosa e ficção do romantismo. In: GUINSBURG, Jacob (Ed.). O romantismo. 2. ed. São Paulo: Perspectiva, 1985. (Stylus, 3). p. 157-166.

COUTINHO, Afrânio (Dir.). A literatura no Brasil. 3. ed. rev. e aum. Rio de Janeiro: J. Olympio / Niterói: EDUFF, 1986, v. 3: O romantismo.

CUMMISKEY, Gary. The Changing Face of Horror: A Study of the Nineteenth-Century French Fantastic Short Story. New York: Peter Lang, 1992. (The Age of Revolution and Romanticism: Interdisciplinary Studies, 3).

FLITTER, Derek. Teoría y crítica del romanticismo español. Trad. Benigno Fernández Salgado. Cambridge: Cambridge University Press, 1995.

FURST, Lilian. Romanticism in Perspective. A Comparative Study of Aspects of the Romantic Movements in England, France and Germany. 2. ed. London: The Macmillan Press, 1979. (The Critical Idiom, 2).

HOFFMEISTER, Gerhart. Deutsche und europäische Romantik. 2. ed. corrig. e ampl. Stuttgart: Metzler, 1990 (Sammlung Metzler, 170).

MICHAUD, Guy, TIEGHEM, Paul Van. Le Romantisme; L’Histoire, la Doctrine, les Œuvres. Paris: Hachette, 1952. (Les Documents France).

MENHENNET, Alan. The Romantic Movement. London: Croom Helm, 1981.

PAZ, Octavio. Os filhos do barro; Do romantismo à vanguarda. Trad. Olga Savary. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1984.

PEYER, Henri. Introdução ao romantismo. 3. ed. Mem Martins: Europa-América, s/d. (Saber, 94).

PIKULIK, Lothar. Romantik als Ungenügen an der Normalität. Frankfurt a. M.: Suhrkamp, 1979.

PRAZ, Mario. A carne, a morte e o diabo na literatura romântica. Campinas: Edunicamp, 1996.

REIS, Carlos, PIRES Maria da Natividade. História crítica da literatura portuguesa 5: O Romantismo. Lisboa: Editorial Verbo, 1993.

SANDY, Stephen. The Raveling of the Novel. Studies in Romantic Fiction from Walpole to Scott. New York: Arno Press, 1980. (Gothic Studies and Dissertations).

TRAUTWEIN, Wolfgang. Erlesene Angst. Schauerliteratur im 18. und 19. Jahrhundert. 13. neu durchg Aufl. München: Carl Hanser, 1980.

VOLOBUEF, Karin. Frestas e arestas; A prosa de ficção do Romantismo na Alemanha e no Brasil. São Paulo: Editora da UNESP, 1999. (Prismas).

 

EMENTA: Estudo da narrativa romântica em países da Europa e Américas.

 

 

Voltar à Página de Cursos

 

Voltar à Página Inicial