Make your own free website on Tripod.com

Bibliografia: Teoria e História do teatro; Análise de autores e obras

 

 Teatro: teoria e aspectos gerais / Teatro clássico

 Teatro alemão

 Teatro brasileiro

 Teatro: análises diversas

 

Teatro: teoria e aspectos gerais / Teatro clássico

ARÊAS, Vilma. Iniciação à comédia. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1990 (Col. Letras).

ARISTÓTELES. Poética. Trad., prefácio, introdução, compêndio e apêndices de Eudoro de Sousa. 4. ed. Lisboa: Imprensa Nacional - Casa da Moeda, 1994 (Coleção Estudos Gerais / Série Universitária).

BENTLEY, Eric. O dramaturgo como pensador; Um estudo da dramaturgia nos tempos modernos. Trad. Ana Zelma Campos. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1991.

BOILEAU-DESPRÉAUX, Nicolas. A arte poética. Introd., trad. e notas de Célia Berrettini. São Paulo: Perspectiva, 1979 (Coleção Elos).

BRANDÃO, Junito de Souza. Teatro grego; Tragédia e comédia. 2. ed. Petrópolis: Vozes, 1984.

CARLSON, Marvin. Teorias do teatro; Estudo histórico-crítico dos gregos à atualidade. Trad. Gilson César Cardoso de Souza. São Paulo: Ed. da Unesp, 1997 (Prismas).

COSTA, Lígia. A Poética de Aristóteles; Mímese e verossimilhança. São Paulo: Ática, 1992. (Coleção Fundamentos).

COSTA, Lígia, REMÉDIOS, Maria Ritzel. Histórico do gênero trágico desde o mundo grego até a época contemporânea. São Paulo: Ática, 1988. (Coleção Fundamentos).

D'ONOFRIO, Salvatore. Teoria do texto 2 - Teoria da lírica e do drama. São Paulo: Ática, 1995.

ESSLIN, Martin. O teatro do absurdo. Apresentação Paulo Francis. Trad. Bárbara Heliodora. Rio de Janeiro: Zahar, 1968.

MAGALDI, Sábato. Iniciação ao teatro. 4. ed. São Paulo: Ática, 1991. (Série Fundamentos, 6).

ORTEGA Y GASSET, José. A idéia do teatro. Trad. J. Guinsburg. São Paulo: Perspectiva, 1991.

PRADO, Décio de Almeida. A personagem no teatro. In: CANDIDO, Antonio et al. A personagem de ficção. 7. ed. São Paulo: Perspectiva, 1985. (Debates, 1). p. 81-101.

ROSENFIELD, Denis (Org.). Revista Filosofia Política. Rio de Janeiro (Jorge Zahar Editor), Série 3, número 1, 2001. Número dedicado ao tema Filosofia e Literatura: O Trágico.

RYNGAERT, Jean-Pierre. Introdução à análise do teatro. São Paulo: Martins Fontes, 1996. (Coleção Leitura e Crítica).

ROCHA FILHO, Rubem. A personagem dramática. Rio de Janeiro: INACEN, 1986. (Coleção Ensaios).

ROSENFELD, Anatol. O teatro épico. São Paulo: Desa, 1965. (Buriti, 5). [Nova edição: ROSENFELD, Anatol. O teatro épico. São Paulo: Perspectiva. (Debates, 193).]

___. Texto / contexto. 4. ed. São Paulo: Perspectiva, 1985 (Debates, 7).

___. Prismas do teatro. São Paulo: Perspectiva / Edusp; Campinas: Edunicamp, 1993. (Debates, 256).

STAIGER, Emil. Conceitos fundamentais da poética. Trad. Celeste Aída Galeão. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1972.

VASCONCELLOS, Luiz Paulo. Dicionário de teatro. Porto Alegre: L & PM Editores, 1987.

 

Voltar à Página Inicial

 

Teatro alemão

ARON, Irene. A modernidade de Georg Büchner. Fragmentos. Santa Catarina (UFSC), v. 1, n. 1, p. 178-184, jan. 1986.

___. Georg Büchner e a modernidade. São Paulo: Annablume, 1993.

BENTLEY, Eric. O dramaturgo como pensador; Um estudo da dramaturgia nos tempos modernos. Trad. Ana Zelma Campos. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1991.

BOLLE, Willi. A linguagem gestual no teatro de Brecht. Língua e Literatura. São Paulo, v. 5, p. 393-410, 1976.

BRECHT, Bertolt. Estudos sobre teatro. Coletado por Siegfried Unseld. Trad. Fiama Pais Brandão. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1978.

CAEIRO, Olívio. A reflexão sobre Hugo von Hofmannsthal. Língua e Literatura. São Paulo, v. 4, p. 415-433, 1975.

CAMPOS, Haroldo de. Deus e o diabo no Fausto de Goethe. São Paulo: Perspectiva, 1981. (Signos, 9).

DAL BELLO, João Alfredo. Estética teatral de Brecht: fôlego de gato? Crop – Revista da Área de Língua e Literatura Inglesa e Norte-Americana. São Paulo (Humanitas, FFLCH-USP), v. 8, p. 329-340, 2002.

ESSLIN, Martin. O teatro modernista: de Wedekind a Brecht. In: MALCOLM, Bradbury, MCFARLANE, James (Org.). Modernismo; Guia geral 1890-1930. Trad. Denise Bottmann. São Paulo: Companhia das Letras, 1989, p. 434-460.

EWEN, Frederic. Bertolt Brecht; Sua vida, sua arte, seu tempo. Trad. Lya Luft. São Paulo: Globo, 1991.

FRAGMENTOS. Santa Catarina (UFSC), v. 5, n. 1, jun. 1995. [Número dedicado a Bertolt Brecht]

GASSNER, John. Rumos do teatro moderno. Trad. Luzia Machado da Costa. Rio de Janeiro: Ed. Lidador, 1965.

___. Mestres do teatro I. São Paulo: Perspectiva / Edusp. (Coleção Estudos).

___. Mestres do teatro II. Tradução de organização de Alberto Guzik e J. Guinsburg. 2. ed. São Paulo: Perspectiva / Edusp, 2001. (Coleção Estudos, 48).

GODOY, Lúcia A. N. de. ‘Judite’ de F. Hebbel. Revista de Letras. Assis, v. 7, p. 151-180, 1965.

HASLINGER, Hannelore M. A obra de Wolfgang Hildesheimer. Projekt. Revista de cultura brasileira e alemã. São Paulo, v. 8, p. 30-31, setembro 1992.

HEISE, Eloá. Dürrenmatt: o riso como arma. Projekt. Revista de cultura brasileira e alemã. São Paulo, v. 3, p. 26-27, maio 1991.

___. A atualidade de Heinrich von Kleist. Projekt. Revista de cultura brasileira e alemã. São Paulo, v. 11, p. 32-33, nov. 1993.

___. Os elementos do surrealismo na peça ‘Marat/Sade’ de Peter Weiß. Pandæmonium germanicum. São Paulo, v. 1, p. 45-54, 1997.

HORSTMEYER, Elvira. Werner Dürrson: Kleist para veteranos ou... O paraíso definitivamente perdido. Revista Letras. Curitiba, v. 43, p. 87-97, 1994.

KLEIST, Heinrich von. Teatro de marionetes. Trad. Paulo Mendes Campos. Rio de Janeiro: Ministério da Educação e Saúde / Serviço de Documentação, 1952. (Cadernos de Cultura, 9).

___. Sobre o teatro de marionetes. Trad. e posfácio Pedro Süssekind. Rio de Janeiro: Sette Letras, 1997.

LESSING, Gotthold Ephraim. De teatro e literatura. Trad. J. Guinsburg. Introd. e notas Anatol Rosenfeld. São Paulo: Herder, 1964. (Coleção Pensamento Estético).

MONETA, Zelinda T. G. Wolfgang Borchert em Draussen vor der Tür. Revista de Letras. Assis, v. 16, p. 253-269, 1974.

ORLANDI, Enzo (Dir.). Goethe. Trad. Yvette Kace Centeno e G. Martins de Oliveira. Lisboa: Editorial Verbo, 1972. (Gigantes da Literatura Universal, 16).

___. Schiller. Trad. Norberto Ávila e António Salvado. Lisboa: Editorial Verbo, 1972. (Gigantes da Literatura Universal, 17).

PASTA JÚNIOR, José Antonio. Trabalho de Brecht; Breve introdução ao estudo de uma classicidade contemporânea. São Paulo: Ática, 1986.

PEIXOTO, Fernando. Brecht; Vida e obra. Rio de Janeiro: José Álvaro, 1968.

___. Georg Büchner; A dramaturgia do terror. São Paulo: Brasiliense, 1983. (Encanto Radical, 27)

 

Voltar à Página Inicial

 

PRADO, Décio de Almeida. Teatro em progresso; Crítica teatral (1955-1964). São Paulo: Livraria Martins Editora, 1964.

RIBEIRO, Leo Gilson. Cronistas do absurdo; Kafka, Büchner, Brecht, Ionesco. 2. ed. Rio de Janeiro: José Álvaro, 1965.

RODRIGUES, Wilma. Técnicas do distanciamento no teatro épico de Bertolt Brecht. Revista de Letras. Assis, v. 13, p. 193-209, 1970/71.

___. As peças didáticas na dramaturgia brechtiana. Texto. Araraquara, v. 4, p. 189-213, 1978.

RÖHL, Ruth (Org.). A modernidade na literatura alemã. In: CHIAMPI, Irlemar (Coord.). Fundadores da modernidade. São Paulo: Ática, 1991. (Série Temas, 25 - Estudos Literários). p. 19-58.

___. Recepção do teatro alemão no Brasil. Projekt. Revista de cultura brasileira e alemã. São Paulo, v. 8, p. 16-17, set. 1992.

___. Teatro expressionista. Pandæmonium germanicum. São Paulo, v. 1, p. 21-26, 1997.

___. O teatro de Heiner Müller; Modernidade e pós-modernidade. São Paulo: Perspectiva, 1997 (Coleção Estudos, 152).

ROSENFELD, Anatol. O teatro épico. São Paulo: Desa, 1965. (Buriti, 5). [Nova edição: ROSENFELD, Anatol. O teatro épico. São Paulo: Perspectiva. (Debates, 193).]

___. Teatro moderno. 2. ed. São Paulo: Perspectiva,1985. (Debates, 153).

___. Autores pré-românticos alemães. 2. ed. São Paulo: EPU, 1991.

___. Prismas do teatro. São Paulo: Perspectiva / Edusp; Campinas: Edunicamp, 1993. (Debates, 256).

___. História da literatura e do teatro alemães. São Paulo: Perspectiva / Edusp; Campinas: Edunicamp, 1993. (Debates, 255).

SANTOS, Giselda Mendes dos. Introdução à obra de Friedrich Dürrenmatt. In: FLEISCHER, M. et al. Textos e estudos de literatura alemã. São Paulo: Edusp / Difusão Européia do Livro, 1968, p. 43-88.

SCHWARZ, Roberto. A Santa Joana dos matadouros. In: ___. Que horas são? São Paulo: Companhia das Letras, 1997, p. 87-105.

SCHILLER, Friedrich. Poesia ingênua e sentimental. Trad., apres. e notas Márcio Suzuki. São Paulo: Iluminuras, 1991. (Biblioteca Pólen).

___ . Teoria da tragédia. Introd. e notas Anatol Rosenfeld. Trad. Flavio Meurer. 2. ed. São Paulo: EPU, 1991.

SOETHE, Paulo Astor. Dürrenmatt: a patologia do poder e a opção pela comédia. Revista Letras. Curitiba (Ed. UFPR), v. 41-42, p. 143-163, 1992-93.

THEODOR, Erwin. O trágico na obra de Georg Büchner. São Paulo: Fac. Filosofia, Ciências e Letras, 1961.

___. Recursos expressivos na evolução da obra dramática de Gerhart Hauptmann. São Paulo: Edusp, 1964. (Boletim, 295).

___. Temas alemães. São Paulo: Conselho Estadual de Cultura / Comissão de Literatura, 1965. (Coleção Ensaio, 41).

___. Frank Wedekind, precursor do teatro atual. Língua e Literatura. São Paulo, v. 1, p. 139-150, 1972.

___. O teatro moderno à procura do texto perdido. Colóquio Letras. Lisboa, v. 14, p. 5-12, jul. 1973.

___. Perfis e sombras. Estudos de literatura alemã. São Paulo: EPU, 1990.

THORAU, Henry. Perspectivas do moderno teatro alemão. Trad. Elsmarie Pape. São Paulo: Brasiliense, 1984.

ZILBERMAN, Regina. Resgate de ‘Ifigênia’. In: ___. Estética da recepção e história da literatura. São Paulo: Ática, 1989. (Fundamentos, 41), p. 45-48.

 

Voltar à Página Inicial

 

Teatro brasileiro

AGUIAR, Flávio. A comédia nacional no teatro de José de Alencar. São Paulo: Ática, 1984. (Ensaios, 103).

ARÊAS, Vilma Sant'Anna. Na tapera de Santa Cruz; Uma leitura de Martins Pena. São Paulo: Martins Fontes, 1987. (Coleção Leituras).

CAFEZEIRO, Edwaldo, GADELHA, Carmem. História do teatro brasileiro. Rio de Janeiro: UFRJ / FUNARTE, 1996.

FARIA, João Roberto. José de Alencar e o teatro. São Paulo: Perspectiva, 1987. (Estudos, 100).

___. O teatro realista no Brasil: 1855-1865. São Paulo: Edusp / Perspectiva, 1993 (Estudos, 136).

___. O teatro na estante; Estudos sobre dramaturgia brasileira e estrangeira. Cotia: Ateliê Editorial, 1998.

HUPES, Ivete. Gonçalves de Magalhães e o teatro do primeiro Romantismo. Porto Alegre: Movimento; Lajeado: FATES. (Ensaios, 45).

JATOBÁ, Tânia. Martins Pena: construção e prospecção. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro; Brasília: INL, 1978.

LINS, Ronaldo Lima. O teatro de Nelson Rodrigues; Uma realidade em agonia. 2. ed. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1979.

MAGALDI, Sábato. Panorama do teatro brasileiro. s.l.: Serviço Nacional de Teatro / Ministério da Educação e Cultura / DAC / FUNARTE, s.d. (Ensaios, 4).

___. Moderna dramaturgia brasileira. São Paulo: Perspectiva, 1998 (Estudos, 159).

MARTINS, Antônio. Arthur Azevedo: a palavra e o riso. São Paulo: Perspectiva; Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 1988. (Estudos, 107).

MARTINS, Leda Maria. O moderno teatro de Qorpo-Santo. Belo Horizonte: Editora UFMG; Ouro Preto: UFOP, 1991. (Coleção Pesquisa Científica).

NUÑEZ, Carlinda Fragale Pate et al. O teatro através da história 2 (O Teatro Brasileiro). Rio de Janeiro: Centro Cultural Banco do Brasil / Entourage Produções Artísticas, 1994.

OLIVEIRA, Paulo Roberto Correia de. Aspectos do teatro brasileiro. Juruá Editora, 1999.

PEREIRA, Victor Hugo Adler. Nelson Rodrigues e o realismo psicológico. In: NUÑEZ, Carlinda Pate (Org.). Letras em tese; Poesia, teatro, narrativa. Rio de Janeiro: Relume-Dumará, 1995. p. 101-130.

PIERSON, Colin M. El criticismo social en el drama romántico brasileño. Revista de Estudios Hispánicos. v. 15, n. 1, p. 123-131, jan. 1981.

PRADO, Décio de Almeida. Teatro em progresso; Crítica teatral (1955-1964). São Paulo: Livraria Martins Editora, 1964.

___. Exercício findo; Crítica teatral (1964-1968). São Paulo: Perspectiva, 1987 (Debates, 199).

___. Teatro de Anchieta a Alencar. São Paulo: Perspectiva, 1993 (Debates, 261).

___. O drama romântico brasileiro. São Paulo: Perspectiva, 1996 (Debates, 273).

___. O teatro brasileiro moderno. 2. ed. São Paulo: Perspectiva, 1996 (Debates, 211).

___. A comédia brasileira (1860-1908). In: ___. Seres, coisas, lugares; Do teatro ao futebol. São Paulo: Companhia das Letras, 1997. p. 15-63.

___. História concisa do teatro brasileiro. São Paulo: EDUSP, 1999.

ROSENFELD, Anatol. Prismas do teatro. São Paulo: Perspectiva / Edusp; Campinas: Edunicamp, 1993. (Debates, 256).

TRAVESSIA. Florianópolis (UFSC), v. 28 (Nelson Rodrigues), set. 1994.

 

Voltar à Página Inicial

 

Teatro: análises diversas

BENTLEY, Eric. O dramaturgo como pensador; Um estudo da dramaturgia nos tempos modernos. Trad. Ana Zelma Campos. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1991.

BERRETTINI, Célia. O teatro ontem e hoje. São Paulo: Perspectiva, 1980. (Debates, 166).

BORNHEIM, Gerd A. O sentido e a máscara. 2. ed. São Paulo: Perspectiva, 1969. (Debates, 8).

BRADBURY, Malcolm. O mundo moderno; Dez grandes escritores. Trad. Paulo Henriques Britto. São Paulo: Companhia das Letras, 1989.

CARPEAUX, Otto Maria. Ensaio sobre Henrik Ibsen. In: IBSEN, Henrik. Seis dramas. Trad. Vidal de Oliveira. Rio de Janeiro: Ed. Globo, 1960. p. 29-65.

FARIA, João Roberto. O teatro na estante; Estudos sobre dramaturgia brasileira e estrangeira. Cotia: Ateliê Editorial, 1998.

GASSNER, John. Rumos do teatro moderno. Trad. Luzia Machado da Costa. Rio de Janeiro: Ed. Lidador, 1965.

NUÑEZ, Carlinda Pate. Da roda ao caleidoscópio: o tema de Electra na dramaturgia de ontem e de hoje. In: ___. (Org.). Letras em tese; Poesia, teatro, narrativa. Rio de Janeiro: Relume-Dumará, 1995. p. 13-61.

MAGALDI, Sábato. O texto no teatro. São Paulo: Perspectiva / Edusp, 1989. (Estudos, 111).

MALCOLM, Bradbury, MCFARLANE, James (Org.). Modernismo; Guia geral 1890-1930. Trad. Denise Bottmann. São Paulo: Companhia das Letras, 1989.

MASON, Jayme. O dr. Fausto e seu pacto com o demônio; O Fausto histórico, o Fausto lendário e o Fausto literário. Rio de Janeiro: Ed. Objetiva, 1989.

NUÑEZ, Carlinda Fragale Pate et al. O teatro através da história 1 (O Teatro Ocidental). Rio de Janeiro: Centro Cultural Banco do Brasil / Entourage Produções Artísticas, 1994.

PRADO, Décio de Almeida. Teatro em progresso; Crítica teatral (1955-1964). São Paulo: Livraria Martins Editora, 1964.

___. Exercício findo; Crítica teatral (1964-1968). São Paulo: Perspectiva, 1987 (Debates, 199).

___. Teatro romântico: A explosão de 1830. In: GUINSBURG, J. (Org.). O romantismo. São Paulo: Perspectiva, 1988. p. 167-184.

RIBEIRO, Leo Gilson. Cronistas do absurdo; Kafka, Büchner, Brecht, Ionesco. 2. ed. Rio de Janeiro: José Álvaro, 1965.

ROSENFELD, Anatol. O teatro épico. São Paulo: Desa, 1965. (Buriti, 5). [Nova edição: ROSENFELD, Anatol. O teatro épico. São Paulo: Perspectiva. (Debates, 193).]

ROSENFELD, Anatol. Prismas do teatro. São Paulo: Perspectiva / Edusp; Campinas: Edunicamp, 1993. (Debates, 256).

SILVA, Carlos Ruiz. Introducción. In: RIVAS, Duque de. Don Álvaro o la fuerza del sino. Madrid: Espasa, 1998. (Colección Centenario). p. 9-73.

TEMPLADO, José Garcia. El teatro romántico. Madrid: Grupo Anaya, s.d.

 

Voltar à Página Inicial